Técnico do Santa Cruz admite que sua equipe está devendo ;

ADAURY VELOSO ;

Givanildo Oliveira criticou as últimas atuações corais na disputa da Série B ;

O técnico Givanildo Oliveira mostrou toda a sua indignação com o resultado diante do Paysandu na entrevista coletiva logo após a partida. Porém, nada de respostas curtas ou fuga dos temas. O experiente treinador foi direto e apontou a expulsão como um fator determinante para a derrota como mandante. Por este motivo, o treinador não achou o primeiro tempo tão ruim para o Santa Cruz.   “Você tem que lembrar que teve um primeiro tempo e que saímos vencendo. Jogamos mal e perdemos. Tivemos um problema sério no começo. A expulsão do nosso goleiro nos complicou. Com menos um, ficou mais complicado e perdemos a partida. Eu acho que a expulsão foi crucial. O que mais se fala em preleção é começar com 11 e terminar com 11. Aconteceu. O erro começou lá na frente, se não me engano foi o Tiago, e a bola chegou até a nossa área”, afirmou.

A expulsão de Julio Cesar foi a segunda consecutiva desde que Givanildo assumiu a equipe. Na partida anterior, Jaime foi expulso e desfalcou a equipe nesta terça-feira. Situação que o treinador conversará com o elenco para que seja evitada, mas não aceitou a invasão de torcedores no gramado para reclamar da atuação da equipe.

“Não posso dizer isolado. São dois jogos e duas expulsões. Dois jogos que perdemos e perdemos feio. Principalmente, o jogo passado. Temos que conversar. A gente sabe que futebol é assim e quando não ganha a pressão vai aumentando. Só não entendo torcedor que quer agredir. Estou aqui tentando explicar uma derrota, mas queria estar explicando uma vitória. Tem que entender isso. Temos que ter calma para melhorar e voltar a ser um time vencedor”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *