Santa Cruz se despede da Série B ;

ADAURY VELOSO ; Time coral entra em campo na noite desta terça-feira (21), no Arruda, com expectativa de público pequeno ;   O Santa Cruz pagou para jogar em casa na maioria das partidas do Campeonato Brasileiro da Série B. Os públicos pequenos acarretaram em rendas pífias. O retrato do Arruda vazio se repetirá no último jogo da temporada, contra o Juventude, nesta terça-feira (21), às 19h (horário do Recife), pela 38ª rodada.    Com o rebaixamento sacramentado há três rodadas, a Cobra Coral volta a entrar em campo apenas para cumprir tabela, mas se despedir da temporada com uma vitória passa a ser obrigação, até porque são mais de dois meses sem vencer.

O estádio José do Rego Maciel esteve longe de lotar na Segundona. Os números comprovam o afastamento do torcedor. A média de público do Santa é de apenas 7.633. Em 18 duelos como mandante, sendo cinco deles na Arena de Pernambuco, 137.947 espectadores se fizeram presentes. O maior público foi registrado no jogo diante do Internacional, no dia 17 de junho, 25.356 pessoas.

Mesmo conformados que a presença da torcida nas arquibancadas será tímida, até pela situação caótica do clube, os jogadores prometem honrar a camisa coral. Além da dignidade, o profissionalismo é colocado em primeiro plano. O técnico interino Adriano Teixeira exige luta dos seus comandados até o fim. “É o nosso último jogo. Vamos buscar fazer o dever de casa para fechar a competição com vitória. Sabemos que é complicado, mas precisamos de superação e vontade para dar a volta por cima no futuro”, comentou.

O jejum dos corais é longo. São 13 jogos na seca (sete empates e seis derrotas), além de ocupar a vice-lanterna (19ª posição), com apenas 34 pontos, dois a mais em relação ao rival Náutico (20º lugar). Para evitar um vexame ainda maior, é preciso ganhar o jogo para afastar qualquer possibilidade de terminar na lanterna. No entanto, o clube já acumula a pior campanha da sua história na Série B.

Em mais uma preparação curta, o elenco tricolor fez somente um treino leve na reapresentação, ontem à tarde, no Arruda, e encerrou os trabalhos para o embate contra os gaúchos. Assim como no último jogo, a escalação é uma incógnita. Os atacantes Bruno Paulo e Augusto são desfalques certos após receberem o terceiro cartão amarelo. Por outro lado, os meias João Paulo e Thiago Primão ficam à disposição já que cumpriram suspensão na partida anterior.

O volante Derley – punido por quatro jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devido a uma confusão no Clássico das Emoções – e o zagueiro Guilherme Mattis, ainda lesionado, seguem fora de combate. Os laterais Nininho, Walber e Tiago Costa, além do volante João Ananias, foram liberados pelo departamento médico e podem ser reforços. O goleiro Julio Cesar e os atacantes Ricardo Bueno e Grafite, que ficaram no Recife na última partida, também voltam a ficar aptos. Sendo assim, Adriano Teixeira conta com nove retornos e tem quatro ausências garantidas.

Juventude
O que resta para o adversário comandado pelo técnico Antônio Carlos Zago é encerrar o campeonato entre os dez primeiros colocados. Atualmente, figura na 8ª posição, soma 51 pontos e não vence há quatro partidas (dois empates e duas derrotas).

FICHA DE JOGO

Santa Cruz/PE
Julio Cesar; Nininho, Sandro, Anderson Salles e Tiago Costa (Yuri); Wellington Cézar, João Ananias (Thiago Primão) e João Paulo; Bruno Paulo, André Luís e Grafite (Ricardo Bueno). Técnico: Adriano Teixeira (interino).

Juventude/RS
Matheus Cavichioli; Bruno Ribeiro, Micael, Maurício e Pará; Mateus Santana, Diego Felipe, Wallacer, Ramon e Felipe Lima; Tiago Marques. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Local: Estádio do Arruda (Recife/PE)
Horário: 19h00 (do Recife). Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS). Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz e Leandro dos Santos Ruberto (ambos do MS). Transmissão TV: Premiere, SporTV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *