Santa Cruz é goleado pelo ABC e eliminado do Nordestão;

ADAURY VELOSO ;

SANTA CRUZ

Sob protestos e ‘olé’ da torcida, Santa Cruz é goleado pelo ABC e eliminado do Nordestão

Tricolor sofreu três gols em 36 minutos de jogo atuando no Arruda e torcida coral não perdoou atuação da equipe e o técnico Paulo César Gusmão;

Vaias, muitas vaias quando os jogadores do Santa Cruz pegavam na bola. Gritos de olé a favor do ABC. Protestos direcionados à diretoria coral, ao técnico Paulo César Gusmão, ao atacante Robert. O cenário de caos no Arruda foi desencadeado por uma apresentação desastrosa do Tricolor. Humilhado diante da torcida, foi goleado pelo equipe potiguar por 4 a 1, na noite desta terça-feira, naquela que foi a pior partida da equipe dentre todas as 26 apresentações da temporada. Foi o fim da linha para o clube na Copa do Nordeste. Os potiguares avançam para a semifinal do regional.

Os gols da vitória do ABC foram marcados por Higor Leite, Marcos Júnior e Felipe Guedes, ainda no primeiro tempo, e Matheus Carvalho, no segundo tempo. Héricles descontou. Com o ambiente que já vinha pesado, fruto de uma derrota sofrida de virada no último jogo, pela Série C, também no Arruda, a situação de PC Gusmão no Santa Cruz passa a ser uma interrogação. O treinador balança no cargo.

O jogo

Precisando reverter a desvantagem de ter perdido o jogo de ida, em Natal, por 1 a 0, o Santa Cruz precisava ganhar o jogo por dois gols de diferença para se classificar. Mas o primeiro tempo foi um verdadeiro passeio do ABC. Não em vão, a equipe potiguar desceu para o intervalo já classificado. Em 36 minutos, o Alvinegro já estava vencendo a partida por 3 a 0, com extrema facilidade. Aos 45, com a vantagem de ter um jogador a mais, após expulsão infantil do zagueiro Augusto Silva.
Com um minuto de jogo, o Santa Cruz enganou o torcedor. Precisando vencer para avançar de fase, partiu para cima. Arthur Rezende, de longe, soltou a bomba, e Rodrigo fez boa defesa. Foi um suspiro de falsa esperança. A partir de então, o jogo foi do ABC. Mais organizado e dominando todos os setores do campo com extrema facilidade, a equipe não tardou a abrir o placar.
Aos 7 minutos, Arez cruzou, Sandoval cortou mal (assim como aconteceu no jogo anterior, contra o Botafogo-PB) e a bola ficou limpa para Higor Leite abrir o placar. Após o gol, o ABC recuou. Passou a marcar atrás da linha da bola. Não faltaria espaço para os contra-ataques. Em um deles, aos 21, o segundo gol. Higor Leite, melhor jogador da partida, escapou pela direita deixando Marcos Júnior em condições de finalizar e ampliar o marcador.
Atordoado e com a torcida revoltada nas arquibancadas, o Santa Cruz parecia não saber o que fazer com a bola. Geovani, Carlinhos Paraíba e Robert finalizaram de longe em chances espassas. Sem inspiração e com uma defesa apresentando falhas infantis, o Tricolor não tardou a sofrer mais um revés. Aos 36, Higor Leite enfiou a bola na medida para Felipe Guedes marcar mais um gol para o ABC.
Era o que faltava para o torcedor tricolor se revoltar de vez. Ironicamente, o terceiro gol potiguar já veio sob aplausos da torcida coral. Sob gritos de “olé” e xingamentos direcionados ao técnico PC Gusmão e ao atacante Robert, a torcida ainda teria tempo de se irritar com a expulsão do zagueiro Augusto Silva, aos 45 minutos, após tomar segundo amarelo em falta boba. Estava coroado o desastre que foi a etapa inicial para o Santa Cruz. À essa altura, boa parte da torcida já havia deixado o estádio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *