Roberto critica desperdício de chances no clássico;

ADAURY VELOSO ; NÁUTICO

Roberto critica desperdício de chances no clássico

“Quem não faz, leva. Futebol é oportunidade aproveitada e o resultado do jogo foi justo”, disse o técnico Roberto Fernandes após o empate em 1×1 com o Santa Cruz, na Arena de Pernambuco, pela Série C ;

“Profundamente irritado”. O técnico Roberto Fernandes definiu desta forma seu sentimento após o empate em 1×1 do Náuticodiante do Santa Cruz, na Arena de Pernambuco, pela estreia da Série C. O treinador lamentou os erros de finalização do time, mas destacou que, embora com chances reais de sair com a vitória, o Timbu pecou pelo preciosismo. “Futebol é oportunidade aproveitada. Pelo que as duas equipes produziram, o resultado foi justo”, declarou.

“Santa e Náutico é sempre um jogo de muitas possibilidades. Eles fizeram um segundo tempo melhor, mas nós contribuímos para isso. Tivemos duas bolas na trave. Nosso primeiro tempo teve maior intensidade, mas sofremos com a falta de maturidade para matar o jogo. Isso já havia acontecido no jogo contra o Altos, lá no Piauí.  Contra o Santa, nós tivemos três chances e não fizemos. Aí eles armaram o contra-ataque e fizeram”, declarou Roberto.

No lance que originou o gol de empate do Santa Cruz, o atacante Rafael Assis teve a oportunidade de fazer 2×0, mas desperdiçou o ataque. Roberto não quis depositar totalmente na conta do jogador o revés, mas não eximiu o atleta de culpa.

“Não coloco apenas na conta dele. Rafael teve uma parcela, mas precisamos analisar o jogo como um todo. Futebol vai se modernizando, evoluindo, mas algumas máximas durarão 100 anos. Uma delas é: quem não faz, leva. Não vou tirar uma vírgula do mérito do Santa Cruz e do trabalho do Júnior Rocha (ex-técnico coral), mas nossa parcela de contribuição foi determinante”, desabafou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *