Magrão crê que nunca chegou à seleção brasileira;

ADAURY VELOSO .

Vitorioso no Leão, goleiro não se frustra por nunca ter sido convocado; último atleta de equipes da região a defender Canarinho foi rubro-negro Diego Souza;

Magrão é o maior de todos os jogadores que já passaram pelo Sport. Herói de conquistas, ídolo incontestável da torcida, ergueu nove taças em 12 anos no clube – marca igual a do atacante Leonardo, com o trunfo de, entre os títulos, possuir um de peso nacional – no caso, a Copa do Brasil de 2008. Mas, apesar de tantas glórias e atuações impecáveis, o goleiro nunca chegou à seleção brasileira. Tivesse em um time grande do Sul ou Sudeste do país, o veterano acredita que teria sido convocado pelo menos uma vez.

Com Magrão aos 40 anos e perto de aposentadoria, a seleção brasileira já é um sonho distante, à beira do impossível. O camisa 1 do Leão nega desapontamento por nunca ter sido chamado para defender a Canarinho, porém julga que a sua convocação foi impedida pelo fato de atuar em uma equipe do Nordeste.
“Acredito que, se tivesse jogado em um time lá para baixo (do mapa do Brasil), acredito que em algum amistoso teria sido lembrado. Mas não tenho nenhuma frustração. O clube que defendo me dá todas as condições para eu ser feliz. Doze anos aqui, e não tenho nada a reclamar”, falou.

O último jogador que atua no Nordeste convocado à seleção brasileira foi justamente um companheiro de time de Magrão, o meia-atacante Diego Souza. DS87 jogou quatro partidas neste ano na Canarinho sob o comando do técnico Tite: duas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo e outro par de amistosos.

Antes do sonho de jogar pelo Brasil, Magrão disse que o seu objetivo maior foi sempre defender um time de ponta do futebol nacional, grupo no qual ele inclui o Rubro-negro. “Meu sonho maior de jogar em um grande clube. Graças a Deus, consegui isso aqui no Sport.”

Os títulos de Magrão no Sport:

7 Campeonatos Pernambucanos
2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2014 e 2017
 
1 Copa do Brasil
2008
 
1 Copa do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *