Luxemburgo valoriza elenco e fim de tabu na Arena Fonte Nova ;

ADAURY VELOSO ;

Leão não vencia o Bahia no local há 28 anos e conseguiu feito desfalcado;

Diferentemente da partida passada, o treinador Vanderlei Luxemburgo foi só elogios para o time do Sport após a vitória por 3 a 1 para o Bahia, na Arena Fonte Nova. Se o comandante fez críticas públicas à equipe ao término do jogo da Copa Sul-Americana, contra o Arsenal de Sarandí, desta vez exaltou o seu elenco, que não dispunha de quatro titulares. Apesar dos desfalques, Luxa se viu correspondido dentro de campo.   Neste domingo, o técnico não teve Samuel Xavier, desgastado, além de Rithely, Diego Souza e André. Sem contar nos reservas Rogério e Osvaldo. Ainda que estivesse com opções reduzidas para montar a escalação, Luxemburgo garante que sempre confiou em um bom resultado em Salvador porque os atletas que foram acionados estariam menos cansados. “Falei que o time estava mais fresco. Eles fizeram uma grande partida, uma apresentação de jogo de futebol com velocidade, mudança de direção, marcação, sem medo de ser feliz mesmo na casa do adversário, sem medo de jogar.”

Luxemburgo assegura que ficou até mais contente com o desempenho do time que pela própria vitória. “A vitória foi boa, mas o que mais me agradou foi como a equipe jogou. Precisamos de elenco e o elenco mostrou não só hoje, mas também contra Santos, Atlético-MG”, relembrou outras partidas em que precisou lidar também com desfalques no Brasileirão.

O treinador leonino ainda celebrou uma quebra de uma marca na Arena Fonte Nova. “O Sport estava há 28 anos sem ganhar aqui. Tabus existem, mas são quebrados. Nem trabalhei isso antes do jogo. Queria que a equipe acreditasse que poderia ganhar aqui.” Este mesmo Sport já caiu frente ao Bahia na Arena Fonte Nova nesta temporada, perdendo a final da Copa do Nordeste.

Para enfrentar o Fluminense, na Ilha do Retiro, o treinador terá de volta parte dos desfalques. Mas volta a cobrar entrega de todos que tem à disposição no elenco. “Sempre digo que tenho um elenco. Se tiver só o time, não tenho nada. Quem jogar tem que corresponder. Quem não jogar tem que estar preparado para entrar depois”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *