Júnior Rocha comemora liderança do Grupo A: ‘

ADAURY VELOSO ;

Santa Cruz terá a vantagem contra o adversário que for enfrentar nas quartas de final ;

Classificado de forma antecipada, foi a vez do Santa Cruz garantir a liderança em seu grupo da Copa do Nordeste. Nesta quarta-feira (28), o Tricolor aplicou um sonoro 4×1 no time reserva que o Confiança mandou ao Arruda. Resultado para dar o ânimo – evitando o trocadilho – antes da estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Náutico. Haja satisfação para o comandante coral.

“Tem noites que vai dar certo, outras não. O que não pode é faltar comprometimento, entrega, disciplina tática. É isso que é o Santa Cruz, por isso há essa história no clube. Estamos buscando constantemente isso. Fomos eficientes nas oportunidades, diferente do jogo com o Treze. Trabalhamos para melhorar sempre e os atletas vem sendo formidáveis no cotidiano. Se treinar bem, vai jogar bem. Foi muito bom, vamos aproveitar o momento, mas é preciso crescer para buscar nossos objetivos”, disse Júnior Rocha.

Mesmo diante do time reserva, o treinador sabia que um nível de atuação mais baixo poderia resultar em outro placar no final. Por isso, reforça que não está achando tudo certo, ainda é preciso evoluir para chegar ao ponto ideal. “Fomos cirúrgicos, efetivos. Fez um jogo mais tranquilo, o que nós criamos. Se não tivéssemos um dia bom hoje, vindo aperfeiçoando nos treinos, não faríamos uma partida tão tranquila. Gilsinho, Kleisson, Ítalo, já foram titulares. Eles vêm treinando há mais tempo que nós. Como fomos contra o CRB. Mérito nosso, não significando que está tudo certo. Perdendo também não estaria tudo errado”, contou.

O que realmente fica da partida é a garantia de jogar a próxima fase, decidindo no Arruda. Algo que ainda não aconteceu para o Santa em 2018. E que Júnior não vê a hora de poder aproveitar dessa vantagem. “É importantíssimo decidir em casa. No Estadual e Copa do Brasil fomos fora de casa. Estamos em uma fase diferente, com nosso torcedor. Acostumados a jogar nesse campo. O Adriano disse que eles iam sofrer com o campo leve, molhado. O deles é fofo. Nossas transições foram muito rápidas. É um alívio”, revelou o técnico.

Agora são 17 dias até o contronto de estreia no Campeonato Brasileiro. Ainda que seja diante de um adversário vivendo grande fase no Estadual e Copa do Brasil, Rocha acredita que apenas os resultados diferenciam o Náutico de outras equipes concorrentes. Para o treinador, o desempenho do Santa, entre outros times da Terceirona, está em um nível similar.

“Vejo os desempenhos muito parecidos em todas as equipes desse nível. A diferença está no resultado das partidas. Eles começaram num jogo de nível ruim, contra o Itabaiana, e foram somando vitórias, ganhando confiança, competitividade. Mas o desempenho segue bem parecido com os demais”, cravou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *