Júnior Rocha coloca interrogações;

ADAURY VELOSO ;

Avesso a mistérios na escalação, desta vez o técnico Júnior Rocha recorreu à velha tática do futebol visando a partida decisiva contra o Sport, na próxima quarta-feira, na Ilha do Retiro. Com algumas dúvidas no time, o treinador deixou no ar algumas interrogações. As presenças do lateral-esquerdo Ávila e do meio-campista Héricles, que vem sendo utilizado como atacante, não estão garantidas.

O grupo está pronto. Estamos chegando às quartas de final do Campeonato Pernambucano, não no ideal que eu gostaria. Mas acho que no ápice que a gente conseguiu tirar dos atletas. Não quer dizer está tudo certo, mas os dez jogos sem perder que a gente vem mostram que os atletas evoluíram muito e adquiriram um nível de confiança muito grande e um nível de concentração também”, afirmou Júnior Rocha.
Com uma lesão no púbis, Héricles não treinou na segunda-feira – informação confirmada pelo treinador, já que o trabalho foi fechado à imprensa. Como o treino da tarde desta terça-feira também não pôde ser acompanhado, o técnico afirmou que somente após o treinamento definiria a escalação. Não se sabe, por exemplo, se Ávila está ou não totalmente recuperado da lesão na panturrilha que o tirou dos dois últimos jogos da equipe.
“Nossos jogadores se comprometeram muito com o modelo de jogo, a gente chega pronto para o clássico. Não estamos no ideal que eu gosto pela posse de bola no campo adversário. Mas conseguimos tirar o que esses atletas não vinham dando nos outros clubes”, ressaltou o técnico.
 
Daniel e Arthur
Caso Héricles não jogue, Júnior Rocha não descartou a possibilidade de escalar os meio-campistas Arthur Rezende e Daniel Sobralense jogando juntos. Neste caso, Sobralense poderia ser adiantado para fazer a função de atacante. O centroavante Vinícius é outro que briga pela posição. Correndo por fora, o meia Giovane também foi citado pelo treinador.
“Lembra o jogo contra o Confiança? Jogaram os dois (Daniel e Arthur juntos). Tem essa possibilidade, sim. Tem outra peça que pediu para não jogar por dentro, mas que tem entrado muito bem, que é o Giovane. É mais um que vem brigando pela posição. Vou priorizar sempre a justiça. Ele precisa melhorar a intensidade das transições da ataque para o defesa e da defesa para o ataque. É fundamental é que se o atleta não quiser não vai, mas ele quer. Acordou. Entrou no bolo e na briga”, pontuou Rocha.

O provável time para enfrentar o Sport é: Tiago Machowski; Vítor, Augusto Silva, Genílson e Henrique Áivla (Paulo Henrique); Jorginho, Luiz Otávio e Daniel Sobralense (Arthur Rezende); Fabinho Alves, Robinho e Héricles (Arthur Rezende).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *